O que é ouvido por aí: Investir em inovação custa caro e só pode ser feito por grandes empresas ou inovar é coisa do mundo das startups

O Lado B: inovação é sobre resolver problemas antigos de forma nova e pode ser feito por qualquer um

Um dos meus trabalhos é ajudar pessoas de grandes empresas a pensar e agir como startups. Eu acredito que qualquer negócio pode se beneficiar de métodos de criação, gestão, validação e prototipação que são utilizados pelas startups. E uma história que vivi anos atrás mostra um pouco disto.

Inovando com pastéis na rua

O que pastéis tem a ver com inovação? Aquele lanche de baixa gastronomia adorado por muitos e apreciado com caldo de cana, sabe? Então, eu conheci uma vendedora informal no Rio de Janeiro que me ensinou uma lição sobre como aplicar técnicas que geralmente atrelamos ao mundo das startups para vender pastéis na rua.

O ano era 2013. Eu estava num bootcamp da aceleradora (agora extinta) que havia pré-aceitado meu projeto de startup que não deu certo (veja meu post anterior). Eu estava aprendendo mais sobre criação de startups, como achar nichos de mercado, personas… e estava bem legal. Um mundo novo de informações estava se abrindo para mim.

Na volta de um dia de treinamentos na aceleradora, peguei um ônibus que raramente pegava e ele me deixou em outro ponto do centro do bairro onde eu morava. Ali era um local com várias barraquinhas de comida. E uma em particular me chamou atenção. Dizia: Pastel X-Tudo.

Placa do Pastel X-Tudo

Foto: arquivo pessoal

Conversei com a dona da barraca e pedi explicação de como era este lance de Pastel X-Tudo. Era simples: você poderia escolher 3 opções de recheio, ela fechava e fritava o pastel na hora. Eu pedi um para mim, misturando alguns sabores salgados.

O que me surpreendeu foi quando puxei papo com a moça enquanto ela preparava meu pastel. Ela me contou que trabalhava com o ex-marido na barraca para pagar os estudos da filha. Para continuar o assunto, perguntei os motivos que levaram ela a trabalhar com o conceito de pastel dela. Aí tudo começou a ficar mais claro

Pesquisa e diferenciação de mercado

Com a missão de pagar a escola da filha, ela decidiu vender comida. Ela sabia fazer crepes franceses. Mas ao chegar na região das barracas de comida do bairro percebeu logo que já tinha um rapaz que fazia isto. O resto era um monte de vendedores de hambúrguer e cachorro quente. Ela precisava chamar atenção de forma diferente.

Foi aí que ela lembrou de ter visto o conceito de pastel montado na hora em Araruama, município do interior do Rio de Janeiro. Juntou essa lembrança e deu o nome de Pastel X-Tudo, criando um diferencial frente ao que todos já estavam vendendo ali. Tanto que me chamou atenção imediatamente.

Prototipando e conhecendo os clientes

Quando eu a conheci, ela estava já com algumas semanas de permanência no local. Então o portfólio de opções já havia subido de número. Mas quando ela começou, ela apenas tinha 5 sabores de pastel (3 salgados e 2 doces). Não oferecia mais nada além disto.

Quando perguntei pra ela o motivo, ela disse que precisava testar se daria certo. Ela não tinha certeza que as pessoas iam comprar. Então ela não tinha bolinhos extras ou bebidas. Foi pensando de forma lean (enxuta) desde o começo, testando se seu pequeno experimento poderia crescer.

O mais legal foi o fator de aprendizado constante dela: muitos clientes pediam pastel de carne com banana. Ela disse que se fosse abrir uma pastelaria tradicional, jamais iria colocar este sabor disponível. Mas como ela estava em modo manual e experimental, pôde aprender sobre hábitos diferentes dos clientes.

Validação constante e evolução por ciclos (sprints)

Outro fator interessante de como esta moça inovava com pastéis, era que ela não saía criando coisas sem ouvir os pedidos dos clientes. Pouco depois de começar com os pastéis, ela adicionou bolinho de aipim porque alguns clientes estavam pedindo. Ela passou uma semana testando a nova oferta e deu certo.

Quando eu a conheci, ela estava testando vender refrigerante junto. Ela disse que o pessoal começou a pedir para beber alguma coisa com o pastel. Então ela tinha até o fim daquela semana para ver se o refrigerante daria certo. E enquanto isto tinha gente já pedindo cerveja, mas ela me disse que só iria testar as cervejas após ver se a adição de refrigerantes daria certo. Um teste por vez: perfeito!

Inovação = Experimentação

Antes de terminar minha experiência e aula com a moça do pastel, fiz questão de tirar a foto acima. Eu fiz o caminho de volta para casa muito feliz. Dava para aplicar os mesmos métodos em outros negócios. Dava para inovar até com pastel de rua!

Na época postei num grupo de discussão sobre inovação no facebook, mas esta é uma história que eu conto para muita gente até hoje. E aí decidi que ela deveria ser imortalizada online, de forma pública.

Conheço muitos empreendedores que acreditam no que eu chamo de “construa e eles virão”. Que é basicamente fazer logo o produto e lançar no mercado, depois dando um jeito de vender (ou enfiar goela abaixo do mercado). O que continuo achando que é uma estratégia errada. E isso não se limita aos criadores de startups. Corporações que eu já treinei caem no mesmo erro com frequência.

Com esta história, quero ajudar mais pessoas a entender que se uma pessoa conseguiu inovar e usar métodos de startups com pastel de rua, qualquer um consegue. Em qualquer negócio!

E você? Como tem pensado sobre os desafios de inovar na sua empresa ou negócio? Já viu outros casos de inovação como este? Compartilha comigo aqui nos comentários ou me manda email. Vamos papear.

 

Fonte – Estadão

2018-09-17T11:57:11+00:00

OFFICE FOR YOU

Entre em contato, venha conhecer nosso espaço!

Informações rápidas

Rua Vergueiro, 3307

Phone: (11) 4564.9600 / (11) 99939.1700

Web: OFFICE FOR YOU #O4U

ÚLTIMOS POSTS

0
Connecting
Please wait...
Envie-nos um e-mail

Nenhum atendente Online no momento.

Envie uma mensagem abaixo para contato@o4u.com.br

que entraremos em contato!

* Seu nome
* E-mail
* Assunto
* Descreva sua dúvida
* Celular
Entre!

Precisando de ajuda? Não perca tempo e mande uma mensagem!

* Seu nome
* E-mail
* Descreva sua dúvida
* Celular
Estamos Online!
Feedback

Ajude-nos com o seu feedback! Dúvidas, criticas ou sugestões aqui

Como você avalia o nosso suporte?
WhatsApp Mande uma mensagem!